Em Cosmópolis, meio ambiente é assunto o ano inteiro!

Saiba mais!

  • 17/7/2019 14:07
  • Usina Ester
  • Usina Ester


Era para ser um dia memorável para alunos e alunas da Emeb Cecília Meireles que entraram no ônibus escolar, acompanhados de professoras e especialistas, em direção ao Ribeirão do Pirapitingui, no dia em que se comemora o dia mundial do Meio Ambiente. 

Ao chegar no local, técnicos de Meio Ambiente da Usina Ester e da Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Cosmópolis, já os aguardavam com mudas nativas doadas pela Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (ARES-PCJ). 

Os técnicos se revezavam para falar da importância do dia do Meio Ambiente; do funcionamento de uma estação de tratamento de água; de pequenas atitudes que podem mudar o mundo. Falas consistentes, mas rápidas. Afinal, não era dia para ficar falando. Era dia de ação; de mão na massa. Ou melhor, mãos na terra. 

Plantas como Embaúba, Sangra-d'água, Jussara, Pau-d'alho, Algodão do Mato e Pata-de-vaca foram fincadas no chão, nas margens do Pirapitingui em um esforço coletivo de recuperação da mata ciliar degradada pelas gerações passadas e que hoje é motivo de preocupações. 

Mais cedo, alunos e alunas da Emeb Fernando Bertazzo, foram para um supermercado da cidade para uma apresentação musical de repertório engajado. E distribuíram mudas de Coração Magoado para pais, mães e clientes que pararam as compras para prestigiar o momento dedicado às questões ambientais. 

As canções falavam de reciclagem, da importância da água para nossa vida, dos peixes, dos pássaros e da natureza de forma geral. O violão de Jairo Aranha Lucena, professor de música da Rede Municipal de Ensino, dava o tom e embalava meninos e meninas vestidos de camisetas do Projeto Villa Musical, que como o próprio nome diz, ensina musicalização e instrumentos de cordas, teclas, sopro, percussão e bateria. 

De Coração Magoado nas mãos, as mães e pais, avós e avôs cosmopolenses foram para casa com seus corações em júbilo diante da geração do futuro que, desde cedo, aprendem que os recursos naturais são limitados e finitos. Que é preciso reagir, e agora! 

Era para ser um dia especial, uma semana especial. Mas, em Cosmópolis, todo dia é dia de falar sobre Meio Ambiente, sobretudo na Rede Municipal de Ensino. 


0 Comentário(s)